novembro 14, 2006

Geração Pós LPP - By Anjix

Uma nova realidade revela-se no actual panorama paintbollistico: a geração do Pós Lpp. Passo a explicar, jogo paintball desde 2001 e hoje 5 anos depois dou por mim a contar peripécias a miúdos mais novos, que ao ouvi-las pensam que estou a gozar, ou que estou a falar de algo que aconteceu à 10 anos atrás!

Se existe algo que a lpp nos trouxe, foi obviamente à primeira vista um elevar dos mínimos exigidos por prova. As actuais condições que as provas da lpp nos oferecem, são de um luxo tremendo, colocando-se ao nível do que de melhor se faz a nível mundial. Em muitos dos casos, chegam a superar em muitos furos, provas internacionais onde pagamos rios de dinheiro para jogar!

O surgimento da lpp, também coincidiu com um grande boom do paintball nacional. Cada ano existem mais equipas e cada vez mais jogadores a jogar, jogadores que apareceram com a Lpp já criada e a funcionar a todo o vapor. Uma geração que não viveu o monopólio total dos torneios por parte das lojas/fornecedores de tinta, que não presenciou alguns abusos e total falta de respeito pelos jogadores, pelos pagantes e acima de tudo e em muitos casos, o total desrespeito pela integridade física dos jogadores. O facto de não terem vivido nada disto e terem “nascido” para este mundo com um standard elevado da lpp, leva-os muitas vezes a atacar e criticar, as poucas pessoas que nos últimos anos fizeram algo de imenso valor pelo nosso desporto.

Parece-me que cada vez mais se devia lembrar os exemplos do passado para não se tornar a cair no futuro em algo parecido ao que existia até há bem pouco tempo. Neste momento vejo 2 futuros para o paintball nacional.
1º- As carolas brilhantes da lpp, fartam se deste panorama e decidem mandar tudo às urtigas e esperam que alguém assuma o papel de LPP. Sejam as lojas outra vez (o que era mau para todos nós!) ou uma outra fornada de carolas!
2º- A lpp passa a ser uma entidade empresarial de forma a que procure, elevar os parâmetros ainda mais, criar e procurar condições e obviamente divulgar o desporto!
A meu ver claro, se calhar já existem condições para que isto aconteça, vamos ver o que o futuro nos reserva. Se nos vamos aproximar ainda mais do modelo da NPPL, Millenium Séries!

Mas voltando alguns parágrafos atrás, falando mais concretamente desta suposta geração pós-LPP, o que me faz mais confusão é a dualidade de critérios dos jogadores. Passo explicar, numa altura que todas as lojas apostam numa série de torneios apelidados de regionais, sustentados pelas lojas, com infra-estruturas das lojas, onde basicamente estes torneios se tratam apenas de uma forma de as lojas aumentarem o seu “incoming” mensal, não estarão os jogadores de paintball a pedir mais à entidade errada? Ou o facto das lojas nos fornecerem bolas/material tira-nos o direito de reivindicarmos mais e melhor?

Não são todos os regionais efectuados em condições muito piores que a lpp? Onde estamos limitados a campos pelados cheios de pedras ou campos desnivelados, que ás vezes nem as condições mínimas de segurança nos fornecem. Torno a fazer a pergunta, não deveriam por sua vez os jogadores exigir mais das empresas e dos seus regionais enquanto pagantes? O facto de o torneio ser apelidado de “regional” não dá o direito de baixar os seus parâmetros de qualidade, ou pelo menos não devia dar esse direito!

Talvez então seja altura de o bom senso prevalecer e de se saber criticar positivamente, para um futuro ainda maior e com mais qualidade! De se saber exigir mais das lojas e dos fornecedores, porque esses sim são os únicos que para já têm a obrigatoriedade, de enquanto entidade comercial/empresarial, fornecer mais e melhor aos seus clientes! De empenharmos as nossas criticas, de forma a continuarmos a ter um futuro com o nível Lpp e não um campeonato nacional com o actual nível de regionais.

By Anjix

16 fps

12 comentários:

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Planeta Redondo disse...

Boas Anonimo

O Comentario era fixe, o Anjix ia gostar da força, mas infelizmente não está assinado por isso sou obrigado a apaga-lo.

Volta a postar mas inventa qualquer tipo de assinatura.

Boa sorte

Furia disse...

Respect!

100% de acordo. E já agora, a foto encaixa-te na perfeição :)

Um abraço
Furia

Anónimo disse...

respect! concordo com o Anjix, isto de paintball não é só dedilhar no gatilho... usem a cabeça!

cloud

Anónimo disse...

Bem dito ;)

É interessante ver que cada vez mais pessoas falam neste assunto e começam a exigir dos "patrocinadores".
Só resta começar a passar mais acção.

Parabéns Anjix, tiveste o texto mais comentado dos ultimos tempos. É um bom presságio ;)

Krusty - BK

Mr. Cross disse...

Acho que o Anjix não só tem razão, como acabou por dar uma das sugestões mais válidas que ouvi nos últimos tempos, que é transformar a LPP numa entidade empresarial.

Como já tenho dito muitas vezes, tudo o que é à borla não é sério.

Infelizmente é muitas vezes tido como certo e seguro o que não passa de nacional porreirismo dos "carolas" que gerem (e muito bem) a LPP.

É um assunto sério ao qual devíamos dar a nossa atenção.

Abraço,

Rui

PS: Nowhere, é mais longe que Monfortinho?

Anónimo disse...

"Como já tenho dito muitas vezes, tudo o que é à borla não é sério."

Lamento discordar, a Paintugal organiza eventos à borla e muito serios...

De qualquer maneira, sempre fui da opinião que se devia legalizar a lpp

Cloud

Mestre disse...

Apesar de ser da geração Pos-LPP, concordo na integra com o que o Anjix escreveu.

Custa-me ouvir o discurso do "pago, logo tenho direito de exigir". Se tal é um facto, devemos começar por exigir às lojas.

A LPP surgiu da carolice de um conjunto de pessoas e o modelo, tal como está, arrisca-se a acabar no dia em que esse pessoal atire a toalha ao chão.

Planeta Redondo disse...

Boas

Antes de mais, o seu a seu dono.
Ao longo do historial jogámos várias vezes em relvados, inclusive a APP teve jornadas realizadas sobre a bela da relvinha.
Mas quem elevou a fasquia dos eventos tornando quase uma obrigatoriedade a relva no Paintball NÃO FOI a LPP mas sim a empresa Ponto de Mira, ou já se esqueceram das jornadas da Copa Ibérica realizadas em Tróia ?

FÚRIA
No dia em que escreveres algo para este humilde Blog também se arranjam umas quantas imagens interessantes para ilustrar o autor…

KRUSTY
Esta época acompanhei de perto alguns “contractos” de patrocínio, e posso-te garantir que NUNCA como hoje se exigiu tanto ás empresas.
Se se deve exigir mais? SEMPRE!

CLOUD
Relax parceiro radiofónico. O Rui não pretendeu beliscar ninguém, apenas coloriu a sua opinião.

MESTRE
Não me parece que o processo LPP seja reversível. Com estes ou outros “carolas”, esta ou outra designação, o patamar está estabelecido e o que não faltam são pessoas interessadas em o manter ou continuar.
O problema principal será sempre a credibilidade.

Muito obrigado pelo artigo Anjix, está de facto muito lá!
Parabéns.

Boa sorte

Furia disse...

LoL... já vi a tua aptidão para a escolha de fotografias... Não obrigado :)

Em relação a Tróia... nem te conto as saudades desse tempo! Sempre que falhava algum local para uma prova lá estava aquele campo maravilha sempre disponível, juntamente com aqueles pequenos almoços mega-bomba! :)
Sacana do Belmiro...

P.S. "NUNCA se exigiu tanto às empresas" ...coitadinhas... :)

Anónimo disse...

Eu tal como o mestre também sou da geração pós Lpp
pois quando comecei no paintball mesmo no regional
já a LPP corria a passos largos para o que é hoje e
que digamos até relativamente a certos MS nós podemos
dizer que temos melhores condições.
Se calhar o problema que se depara é mesmo a mentalidade
que o nosso povo começa a ter, se temos uma coisa boa, a
seguinte ainda tem de ser melhor, e por aí fora.
sou um desses casos que joga em campo pelado em regionais
onde vi colegas a sair com marcas por causa de slides em
cima de pedras (pequenas mas que marcam), mas tudo bem se
na lpp temos um campo bom, ter de voltar para um pelado
para um regional já se tornou normal, provavelmente deveria pedir
mais, mas se calhar as constantes vezes que se falou disso
já cansa de tanto se falar, e falar, e falar e ninguém mexer um dedo,´
daqueles verdadeiros casos do deixa andar.
caramba eu não trabalho estudo e para os meus gastos do PB agarro-me aos
t#$#$%#$ algumas vezes durante o ano e no entanto nao me queixo se o meu marcador
xpto tiver de entrar num campo que seja pelado,ou se tiver de esperar mais uns dias
para poder jogar na lpp.cada vez
se pede mais e mais a patrocinadores mas sinceramente alguns
não pedem provavelmente porque nem sequer sabem que o podem fazer.

( eu sei que apesar de jogar a três anos ainda sou muito noob
para falar disto mas isto de acordar cedo para trabalhar,
dá-me vontade de escrever pela manhã)

Cartilos

Jose Santos disse...

Já fiz um comentário a um post posterior a este, por isso não me vou repetir aqui (só li hoje).

No entanto gostaria de acrescentar uma coisa: Os jogadores pagam para jogar na LPP. Se pagam, podem exigir o que bem entenderem. Obviamente que a LPP tambem tem todo o direito de dizer não (porque não podem ou porque não querem). A LPP não deve ficar melindrada porque os jogadores (que pagam) pedem coisas e os jogadores não devem ficar chateados porque a LPP não faz tudo o que os jogadores pedem.

É exactamente o mesmo que os jogadores fazem (ou devem fazer) com as empresas. Com uma ou outra diferença, uma vez que empresas há muitas e LPP só há uma, mas isso já era assunto para muita conversa. Para o efeito, são (na minha opinião) iguais. São serviços fornecidos porque são pagos.

José Santos