março 30, 2010

Associativismo (by José Santos)

Tal como o André, eu também fui à reunião da dita "lista alternativa".
E fui para lá com muitas ideias de tudo o que está mal e como se pode resolver. Sai de lá feliz, porque as pessoas que estão a criar esta lista, não só querem ouvir todas as pessoas envolvidas no paintball, como querem trabalhar naquilo que será o futuro do nosso desporto: o associativismo.

Eu serei talvez uma má pessoa para escrever sobre o assunto, pois nunca liguei muito ao assunto. O (pouco) desporto que fiz associei-me a clubes apenas para praticar sem ligar a tudo o resto. Na faculdade, interessei-me qb pelos problemas da educação (propinas, acção social, assembleias, ...) mas nunca fiz nem quis fazer parte de associações de estudantes. E no caso do paintball, a história não foi diferente. Fui para esta reunião com ideias concretas sobre como resolver problemas actuais do paintball, que são coisas importantes de resolver, mas o associativismo que o Nuno Mateus (em especial) quer trazer ao nosso desporto, é o que vai moldar o futuro.

Devem os jogadores ser associados da FPP ou devem-se os jogadores associar a clubes, que se associam a associações, que por sua vez se associam à FPP? Com a segunda hipótese, não teriam os jogadores todos de ir a Vila de Rei, para haver uma tomada de decisões, podendo os mesmos participar nos seus clubes (ou associações) locais e enviando representantes a Vila de Rei (ou seja lá onde for que a FPP se reúne com os seus associados).
Se olharmos para outros desportos, como o judo ou o atletismo, vamos ver que há uma forte base de formação de novos atletas. Com treinadores e árbitros certificados. Com jovens jogadores a serem iniciados nos desportos, de diferentes formas.
Uma FPP a ser uma federação de paintball, não se pode preocupar apenas com a competição. Tem de ouvir também os jogadores de recreativo.

Muitos dirão que isto não interessa para nada, quando temos torneios no domingo de pascoa, bps diferentes em campeonatos diferentes, torneios sem redes, campos comerciais que podiam ser usados no campeonato nacional... Mas isto são questões importantes para resolver agora, que vão ajudar os jogadores de hoje. O que o Nuno Mateus quer fazer (e tenho a certeza que será muito mais do que eu escrevi) é a criação de uma base sustentável para o paintball. É termos miúdos a começarem a jogar paintball em pequenos clubes com escolas de formação (ou mesmo nas escolas). É termos dentro de 10 anos um desporto e não apenas uma grupo de entusiastas.

Ok, mas todas as outras coisas, os bps, o ouvir os jogadores, os locais para os torneios nacionais, são importantes de resolver. E da reunião a que fui, fiquei com a ideia que vai haver espaço para isso também, mas isso já foge a este assunto, por isso fica para outro dia :) .
Entretanto se quiserem ver o Nuno Mateus a falar da associação a que pertence (Raia Aventura) podem ver aqui: http://videos.sapo.pt/fQ5YcMHOPCYWoWM6v4Df

José Santos

março 28, 2010

Reunião.

Tive o privilégio de ser convidado para estar presente na reunião da “lista alternativa”. Uma reunião onde foram apresentadas linhas e objectivos para o nosso desporto a curto e médio prazo, e onde se iniciou o processo de selecção das pessoas certas para as tarefas necessárias.

Da reunião em si, parece-me que se podia ter aproveitado mais do know how dos presentes. Ser mais uma troca de ideias para a elaboração e concretização de objectivos, do que uma apresentação de ideias a concretizar.

Do grupo de trabalho, parece-me sólido e principalmente rico em inteligência e vontade. Se conseguir limar e gerir as suas peças pode sem duvida trazer melhores tempos ao Desporto.

Da política, sou contra já se sabe. A Associação castra-se a si própria e ao desporto sempre que impede os melhores de contribuírem, e neste campo esta lista é burocraticamente tão hipócrita como a anterior! Mas não posso deixar de referir e agradecer a oportunidade que me foi dada de me familiarizar com o grupo de trabalho, assimilar intenções, trocar ideias, e ajudar a contribuir para o presente e futuro do Paintball nacional.

Naturalmente não vou entrar em detalhes sobre as matérias abordadas na reunião porque seria deselegante da minha parte, mas estou certo que todos os interessados poderão entrar em contacto com o Nuno Mateus e o António Santos para se inteirarem.
E vocês todos deviam ser "todos os interessados" !!

Abraço agradecido,

André Clemente

março 19, 2010

2ª etapa Open Camo - Podium


1º LUGAR- R.T.U = 730 pontos


2º LUGAR- DUKE´S 1 = 670 pontos


3º LUGAR- MERCS = 570 pontos


Fotos By João Caliça

março 17, 2010

Ja chega porra !!

Boas malta

O Nuno Mateus postou o texto abaixo transcrito na integra, no maior Forum paintebolistico nacional (um Forum hoje [do]minado pelo Jaime Menino, com os resultados visiveis...) depois disto, venham de lá meninos e cachorrinhos fantasiar que está tudo bem...

MALTA, POR FAVOR ACORDEM, TOMEM AS REDIAS DO MEU DESPORTO!!!

Caros associados da FPP.


Venho por este meio, como associado e em pleno gozo dos meus direitos, impugnar publicamente a decisão tomada pelo Presidente do Conselho Disciplinar e de Arbitragem, Nuno Serdoura, publicado aqui (http://www.paintball.com.pt/forum/topic.asp?TOPIC_ID=30269), no dia 24 de Fevereiro de 2010. Esta minha impugnação tem como base o ponto 7.3 do Capitulo IV do regulamento Interno desta nossa Federação, reforçado peloa alineas a) e f) do 19º artigo dos estatutos da FPP.

Quero também acrescentar que dado a situação do CDA, que se encontra neste estado há já algum tempo, e tendo em conta que houve uma Assembleia Geral á menos de um mês, não se compreende que o próprio CDA não tenha tido o cuidado de tomar medidas, dentro das regras estatutárias e regulamentares desta nossa Federação e em plena legalidade. Também não se compreende que mesmo infringindo os estatutos, nem sequer se teve o cuidado de resolver o respectivo problema, como é devido, dado que o Presidente do Conselho Disciplinar e de Arbitragem Nuno Serdoura informa a vacatura de 3 vagas no CDA e só se elege 2, contrariando o previsto no 24º artigo dos estatutos da FPP.

Também não compreendo onde se enquadra o artigo 7º do capítulo V do Regulamento interno, tal como é invocado no comunicado do Presidente do Conselho Disciplinar e de Arbitragem.

Assim sendo, exijo a retirada desta decisão, e devidamente comunicada aos respectivos associados.

Caso isto não aconteça, informo que comunicarei ás entidades competente, nomeadamente o IDP deste atropelo legal.


Nota - quero tambem informar, que esta impuganação já foi feita via E-mail para os respectivos Presidentes da Direcção, Ass. Geral e CDA no dia 4 de Março do presente ano, ao qual a unica resposta obtida foi do presidente do CDA, o qual, a meu entender não justificava em ponto algum a decisão tomada. Tambem tentei colocar esta impugnação na gaveta da FPP no dia 9 de Março, o qual, até hoje ainda não foi autorizado pelos respectivos moderadores.

Nuno Mateus

Associado nº 5 da FPP

In http://www.paintball.com.pt/forum/topic.asp?topic_ID=30646

março 12, 2010

Diz que disse que vai dizer se disser...

No proximo fim-de-semana a associação federação portuguesa de paintball, tem mais uma assembleia-geral.

Longe, bem longe, porque a distancia é garantia de poucos ou nenhuns associados presentes.
Porque será que os cursos de arbitragem NÃO são em Vila do Rei mas sim em Lisboa ? Porque nos cursos se pretende que as pessoas estejam presentes e nas assembleias quantos menos presentes melhor para os planos (leia-se fracos planos) de quem come na associação comendo o Paintball nacional com esta descarada má fé.
Não consegui encontrar qualquer informação referente a uma ordem de trabalhos da mesa no site da respectiva associação, mas diz que disse que estão agendadas eleições para a direcção da associação...
Pessoalmente duvido, porque existem prazos legais para se apresentarem candidaturas e até ao ultimo dia não existia qualquer lista inscrita, inclusive nem a actual... o que deveria pressupor um vazio directivo até marcação de eleições algo que também duvido que suceda porque esta associação já por varias vezes passou e vai continuar a passar por cima dos próprios regulamentos. Ficaremos então com uma associação duplamente ilegal (?)...

Das listas:

A primeira é a dos meninos. Corruptos e incapazes de estar à altura da realidade nacional. Espero que desapareçam de vez o mais rapidamente possível para que o desporto possa retomar o seu curso evolutivo.

A segunda é a dos dissidentes, diz-se Nuno Mateus e António Santos. Só pelo facto de finalmente terem tido a coragem de publicamente terem dito não às birras e mesmo falta de inteligência dos meninos, merecem-me algum respeito. Das pessoas até agora envolvidas na lista, já acreditei em todas elas no passado, pode ser que consigam fazer menos mal que os presentes, o que é facílimo, dai que os prefira aos primeiros.
O que me dá mesmo pica nos dissidentes é que a sua existência dá razão a tudo o que tenho pedido e criticado à associação, e deve deixar extremamente desacreditados os mentes captas e cachorrinhos que ainda tentam tapar os olhos aos jogadores. Se eu não tivesse razão e o trabalho da associação estivesse a seguir um bom caminho não existiriam dissidentes, ou se preferirem: descontentes.

Da terceira lista, nem sequer tenho a certeza de existir mas diz que disse que será uma lista empresarial com os nomes envolvidos em absoluto segredo... Pedro Almeida, Pedro Campos, Rui Mendes... a existir deverá ser algo do género.

Pessoalmente faz-me muita confusão ter jogadores a decidirem... são jogadores e um jogador não pode arbitrar num dia e jogar no outro ou jogar por duas equipas, portanto muito menos deveria poder deliberar sobre um torneio em que participou com a sua equipa. Altamente suspeito, altamente ilegal, só possível em Portugal, só possível nesta associação.
Pessoalmente faz-me muita confusão ter empresários a decidirem porque temo que vão puxar a brasa à sua sardinha tanto ou mais que a actual associação...
Um misto seria o ideal...

Por ultimo, alguém com o mínimo de inteligência e boa fé que por favor se lembre de marcar assembleias-gerais antes, bem antes, do início das épocas e não com estas já a decorrer. É o mínimo que a decência exige para que as novas equipas de trabalho tenham tempo de preparar as coisas... e retira a suspeita sobre os dinheiros da associação.

A melhor das sortes a quem for a Vila do Rei, e que o Paintball vença, por favor.

Abraços paintebolisticos a quem quer o bem do meu desporto e obrigado mas até nunca mais aos outros.

março 10, 2010

Cronica 2ª etapa Divisão CPL

Domingo, dia 7 de Março, foi a vez de o Megacampo receber a Divisão Rainha do Open Portugal: a Champions Paintball League (CPL).

No Campo 1, um aclamado layout by Keyser, esperavam-nos os Euroreffs para o seu melhor trabalho até à data.
Como Director da prova estou muito satisfeito com o conjunto de arbitragens da 2ª etapa do Open Portugal, apenas aponto os atrasos no início das Divisões. Mas, sem duvida, muito obrigado a todos malta.

As 8 equipas CPL foram divididas em dois grupos de 4 equipas, de onde as duas melhores classificadas de cada grupo se apuravam para as semifinais.

No primeiro Grupo tínhamos à partida Sporting Clube de Portugal e Imortal Azimut como candidatos naturais a um lugar nas semis, relegando Ballistik e Cães da Vila.com para o papel de figurantes. Mas, com a falta de comparência do Imortal Desportivo Clube Azimut, aumentou a importância do papel dos figurantes, tanto que os Ballistik se tornaram actores principais do Grupo vencendo todos os seus jogos, salientando-se claro a vitoria por 3-2 sobre um Sporting pesado que “apenas” venceu os Cães por um ponto de vantagem. Os Cães da Vila.com estiveram melhor que na primeira etapa e é visível que ainda estão a afinar a alcateia, melhores dias virão em breve.
No Grupo 2, Trolls e Beira-Mar partiam como claros favoritos à passagem à fase seguinte, mas não se esperavam facilidades quer dos Magma quer dos Checkpaint, equipas opostamente virtuosas mas que por virtuosas serem um perigo constante constituírem.
O Beira-Mar, recem vencedor da 1ª etapa do Campeonato Nacional, iniciou o dia a cilindrar os Magma 2-0 em dois minutos e meio, mas os miúdos dos Magma Mater souberam reencontrar-se e com brilhantismo dar a volta ao marcador conseguindo defende-lo os segundos suficientes para deixar o Beira-Mar a metros do empate. Vingaram-se puro e duro os “de” Aveiro com um 4-0 a uns Checkpaint ainda sem ritmo que apenas nos lembraram os Effect no seu primeiro jogo da manha 2-3 no tempo-extra versus Trolls.
Com a vitória 3-0 dos Magma Mater sobre os Checkpaint, o Beira-Mar estava obrigado a vencer os Trolls e vencer por muitos, para se apurar para as semis, algo que não conseguiu tendo inclusive perdido a partida por dois pontos.

SEMIFINAIS

Na primeira semifinal, para muitos uma final antecipada, encontraram-se Sporting e Trolls, um classico, num jogo espectacular que nem o 1vs1 entre o António Ribeiro (Trolls) e o Filipe Mendes (SCP) conseguiu resolver, sendo a passagem à final atribuída na “secretaria” ao Sporting.
Ter o privilégio de testemunhar um duelo em plena competição entre o Puto e o Mendes fica-me como um dos momentos mais altos de todo o Open Portugal. Ainda bem que empataram...

A segunda meia-final não teve historia. Em menos de 7 minutos os Magma varreram os Ballistik de Campo, conquistando com surpresa mas justiça a sua primeira presença no palco da máxima glória do Open Portugal; a final da CPL!
Dos Ballistik, dizer que têm um bom grupo de trabalho e que na prática são dos melhores, mas que as performances da tarde estiveram longe das da manha. (os melhores fazem as melhores partidas depois de almoço...)

FINAIS

Na final de consolação, para atribuição do 3º e 4º lugares, os Trolls cedo conquistaram o primeiro ponto frente aos Ballistik, e depois, gerindo-o com a paciência de uns Bunker Kids, foram facturando nos erros do adversário uma e outra vez até ao 4-0 final.
Ambas as equipas mantiveram a posição no Ranking geral do Open, mas também ambas se atrasaram em relação ao líder da prova. Espera-se melhor em Abril...

A grande final não foi um jogo espectacular mas foi mais um bom jogo de Paintball!
Demoraram uma eternidade as equipas, antes de se abrir qualquer livro, e o primeiro ponto do jogo apenas surgiu quase a meio da partida, 1-0 para os Magma Mater. Este ponto teve o dom de acordar os “de” Alvalade que a partir dai pontuaram por três vezes até ao final do tempo de jogo, levando esta grande final de vencida para o Sporting Clube de Portugal.
Com este resultado os Magma Mater deram um enorme pulo no Ranking geral do Open, estando agora dentro da Gloria com um ponto de avanço para os quartos classificados, Beira Mar.
O Sporting Clube de Portugal consolidou a liderança da Divisão, tendo inclusive aumentado a diferença para os seus perseguidores, uma grande jornada para o SCP.

The Move: Na jogo de atribuição do 3º e 4º postos: Trolls vs Ballistik, julgo que num 2 vs 2 que se transformou em 2 vs 1, o Uncle Slayer (Trolls) veio da sua base ao seu espelho, encostou-se ao obstáculo, ouviu de que lado vinha a tinta, e foi marcar o ponto. Nada de especial num jogo de Paintball, só que o Uncle terminou as bolas nos 50...

Jogadores que Rockenrollaram mais que os outros:
António Ribeiro – Trolls
Filipe Mendes – Sporting
João Costa – Sporting
Tonhito – Sporting

NEGATIVO
O Quadro Electrónico do Millennium Series só funcionou a cinquenta porcento.
O atraso no inicio dos jogos.

POSITIVO
Ambulância presente durante todo o torneio.
Desenho, montagem e arbitragem do Campo.
Ambiente.
Balneários com duches quentes.
O Café Megacampo com bebidas frescas, refeições quentes e a mega simpatia do seu staff.
E por ultimo o staff do Megacampo: André Caramelo, Dan, Diogo, Ivo e Rodolfo.

Muitissimos parabéns a vencedores e vencidos, saudações especiais com o desejo de rapidas e completas melhoras aos que se aleijaram, vemos-nos em Abril !!

André Clemente, Director do Open Portugal

Fotos by André Caramelo

Cronica 2ª etapa Divisão SPL

Sábado, dia 6 de Março, o Campo 1 do Megacampo recebeu a 2ª jornada da Divisão SPL. A Divisão dos futuros Tubarões que já o são.

As 10 equipas foram divididas em dois grupos de onde os 2 primeiros classificados de cada grupo se apuraram para as meias-finais.

No Grupo 1, Triball, Ballistik II, e Bando de Irmãos partiam como favoritos aos dois lugares disponíveis na fase seguinte, esperando-se um dia difícil para o Grupo Desportivo Fabril Lobos e para o Relâmpagos Team.

No Grupo 2, a presença de duas equipas Azimut (Guia e Fontainhas) em conjunto com os poderosíssimos Pure Pressure e Sport Algés e Dafundo, tornavam-no um Grupo infernal, de onde os modestos Sartim muito teriam a ganhar em experiencia até ao final do dia.

Infelizmente o Guia Futebol Clube Azimut não se apresentou na prova retirando por esta vez alguma intensidade à fase preliminar, mas com tanta qualidade presente o que não faltaram foi grandes jogos, e grandes jogadas interpretadas por bons jogadores e boas equipas.


Para os receber o Keyser desenhou um campo à altura dos acontecimentos: quando se olha para um calendário de jogos em que todos os jogos terminaram no último ponto e os jogadores se divertiram a jogar cada ponto, percebemos que estamos no bom caminho.

Para arbitrar a etapa, nada mais nada menos que os actuais lideres do mais representativo circuito nacional, o Beira Mar, a quem só falta o dom da pontualidade para ser (também) uma grande equipa de arbitragem.
Apanharam mais chuva que todas as outras equipas juntas... e realizaram um óptimo trabalho. Muito obrigado.

Da Tinta:

No Grupo 1 os Ballistik II não conseguiram repetir outras performances, deixando caminho livre para Bando de Irmãos e Triball seguirem em diante. Mas as grandes surpresas do Grupo vieram de baixo com os Lobos reforçados com Lobos a responderem muito bem a todos os adversários conseguindo o máximo de pontos do seu historial no Open Portugal. E com os Relâmpagos a fazerem um óptimo torneio, derrotando Ballistik e Lobos, e perdendo por um ponto com os semifinalistas Triball, feito que lhes permitiu alcançar a honrosa 5ª posição na etapa, muito bom!

No Grupo 2 os vencedores da primeira etapa, Pure Pressure ficaram pelo caminho, tendo falhado completamente os jogos contra os restantes candidatos do Grupo, Juventude Desportiva de Fontainhas Azimut e Sport Algés e Dafundo. Os teoricamente mais fracos Sartim são cada vez menos fracos na prática e da forma que evoluem como equipa está-se mesmo à espera que uma destas jornadas se tornem desagradáveis para algum tubarão, por enquanto ficaram a um ponto dos Pressure e outro do SAD...

SEMIFINAIS

Na primeira semifinal, a Juventude Desportiva de Fontainhas Azimut, intratável na fase de grupos cedendo apenas um ponto no conjunto de todas as partidas, fez questão de manter as suas Bases intocáveis, levando de vencida os serranos Triball com um expressivo 3-0.
Na segunda semifinal o Bando de Irmãos conseguiu operar uma reviravolta no marcador absolutamente memorável, recuperando de 0-2 para 3-2 nos últimos três minutos da partida com o Sport Algés e Dafundo.

FINAIS
Na final de consolação o Algés esmagou os Triball, 3-0 num jogo rápido, agressivo e eficaz mas têm mais razões para sorrir os homens de Gouveia que com este resultado seguram firmemente a liderança da Divisão.

A Final foi um grande jogo de Paintball!
Saíram na frente os BI com 2-0 mas o Fontainhas foi capaz de empatar a partida levando-a para Tempo-Extra e depois para um 1vs1 vencido pelos algarvios num final apoteótico.
Foi um torneio brilhante para o Bando mas a Juventude Desportiva de Fontainhas nesta sua primeira presença na SPL do Open Portugal, chegou, viu, e venceu!

Muitíssimos parabéns a vencedores e vencidos e até Abril.

NEGATIVO
O Quadro Electrónico do Millennium Series só funcionou a cinquenta porcento.
O atraso de quase uma hora no inicio dos jogos.

POSITIVO
Ambulância presente durante todo o torneio.
Desenho, montagem e arbitragem do Campo.
Ambiente.
Balneários com duches quentes.
O Café Megacampo com bebidas frescas, refeições quentes e a mega simpatia do seu staff.
E por ultimo o staff do Megacampo: André Caramelo, Dan, Diogo, Ivo e Rodolfo.

André Clemente, Director do Open Portugal

Fotos by André Caramelo

março 09, 2010

Cronica 2ª etapa Open Camo

Como foi de constatar em todo o nosso Portugal, e olhando para o tempo que se tem feito ate agora, este foi um domingo que ate nem foi um dia mau para a prática da modalidade, mas para complicar a coisa e como o camo é praticado em cenários, o terreno estava muito enlameado, o que provocava muitas escorregadelas não programadas pelos jogadores, fazendo também que me levasse por opinião geral a uma alteração de campo, das pontes do rio kwai para o wild west. As pontes do rio kwai estavam programadas no calendário de jogo, mas depois de uma apreciação do terreno, que se situa numa zona íngreme, pode-se constatar que era muito perigoso e arriscado jogar ali.
Começou-se então pelas 9:00 horas a competir nesta 2ª etapa do open camo, com as equipas a entrarem no primeiro campo a ser jogado, que foi o “Iraque”, tudo foi levado a horas, com a equipa de arbitragem a impor a ter um excelente desempenho, mesmo sendo o controlo mais difícil tendo obstáculos fechados, como casas, carros, tendas, cabanas, entre outros. Chegando assim a hora de almoço com 20 minutos de atraso, um tempo praticamente tolerável, sempre com o óptimo convívio vivido entre as equipas. Acabando a hora de almoço foi tempo de continuar os jogos mais curtos, os de 8 minutos, jogos esses já disputados no wild west, campo que foi trocado pelas pontes do rio kwai, jogos na qual muitos chegaram ao 8 minutos, devido a táctica imposta pelas equipas para capturar o maior numero possível de sacos de ouro, os que davam 10 pontos cada saco, numa totalidade de 7 sacos por cada jogo. Acabados os 3 jogos da manha, passamos logo de seguida para os jogos da tarde, jogos que tem um tempo de 15 minutos e que tem na totalidade 10 sacos de 10 pontos cada e ainda três bandeiras que valem 20 pontos cada uma, um jogo onde as equipas tem de puxar mais pelo seu lado táctico e estratégico para chegarem ao máximo de pontos possível, jogo que foi realizado no Congo, um campo que faz com que os jogadores se esforcem muito mais devido a inclinação do terreno e a lama.

Falando de competição, sempre se manteve um grande nível entre as equipas dentro de campo, estando sempre a pontuação equilibrada e só mesmo os últimos jogos a definirem as posições no quadro de classificação.

Começando pelos DUKE´S 1 que ainda fizeram alguns jogos só com 4 elementos, e mesmo assim tirando óptimos resultados e desempenho entre os jogadores, recuperando pontuação nos jogos da tarde já com 5 jogadores em campo, passando assim de 5º lugar na 1º etapa, para um óptimo 2º lugar arrancado com muita garra para uma boa recuperação na geral.

Já que estamos em tempos de duques passemos então para a equipa duke’s 2, equipa que ficou no 1º lugar na 1ª etapa, um lugar que não se reflectiu muito nesta segunda etapa, com a equipa a fazer excelentes jogos como que por vezes faziam jogos abaixo do que nos mostraram na 1ª etapa. Mas nesses jogos que ganhavam dava para mostrar o porquê de eles a terem a etapa, alcançando um 4º lugar por desempate, tendo menos uma vitoria em confronto directo sobe os mercs, mantendo uma boa classificação na geral mas já com mais equipas a querer alcançar a sua posição.

Passemos para equipa R.T.U., uma equipa que já conta com uns bons anos da modalidade e também de open camo, com veteranos do nosso desporto a mostrarem que o tempo de prática leva a sabedoria, fazendo um primeiro jogo que não correu muito bem, mas que não destabilizou a equipa, e logo nos jogos a seguir a conseguir recuperar a pontuação perdida. Com este primeiro lugar conseguiu mostrar que o 4º lugar da primeira etapa não passou de uma miragem.

Falemos agora dos MERCS, equipa esta que desceu simplesmente uma posição relativamente a 1ª etapa, descendo de 2º para 3º lugar, arrancando mais uma vitoria sobe os duke´s 2, que levou ao desempate entre as duas equipas. Sempre com um óptimo nível de jogo e também com muita calma dentro de campo, tirando assim partido disso para alcançarem grandes vitórias sobre os adversários e mantendo uma excelente posição na tabela geral do ranking.

Chegamos então a equipa RESGATE KIDS, com uma equipa quase na totalidade de novos praticantes a nível de competição, e só com jogos entre amigos efectuados ate ao momento, mostraram que tem muito para dar no nosso desporto e que o 3º lugar da 1ª etapa não foi tirado a sorte. Continuaram a mostrar o espírito de equipa a que nos habituaram na 1ª etapa, e a alcançar excelentes vitórias de serem apreciadas por todos. Classificados a 3 pontos do 4º classificado na geral, ainda tudo é possível.

Chegamos assim ao fim de mais uma etapa, praticada no maior campo da península ibérica com cenários excelentes para a prática deste desporto que nos faz passar domingos memoráveis, não só de competição, como de camaradagem, entreajuda e amizade entre as equipas, que é isso que é o desporto, e que faz com que o open camo nos mantenha naquele nível a que sempre habituou os jogadores. Ate a próxima etapa e bons tiros para todos.

1º LUGAR- R.T.U = 730 pontos


2º LUGAR- DUKE´S 1 = 670 pontos


3º LUGAR- MERCS = 570 pontos


4º LUGAR- DUKE´S 2 = 570 pontos


5º LUGAR- RESGATE KIDS = 320 pontos

P.S: desempate entre duke´s 2 e mercs decidido por maior numero de vitorias sobre o adversário, contando os duke´s 2 com uma vitoria e os mercs com 2.
GAME MASTER
João Caliça

Cronica 2ª etapa Divisão M5

No último Sábado, o Campo 2 do Megacampo de Lisboa (Mafra) recebeu a segunda etapa da Divisão M5 do Open Portugal.

Mesmo com uma semana meteorologicamente dramática o André Caramelo e o Dan fizeram um óptimo trabalho de montagem.
O layout da autoria do Keyser é digno de uma CPL!
A responsabilidade da arbitragem a cargo do Clube Futebol Sassoeiros (vindo da Divisão SPL) assegurava no mínimo um bom trabalho, mas os ex Wolverines resolveram dar um recital à chuva brindando as equipas com um trabalho ainda melhor, de luxo.
Agradecido malta...

Tivemos um dos melhores palcos de sempre para os 5 man mas a Organização não conseguiu superar a chuva em torno do palco, o que para mim retira brilho ao todo.
Com o passar das horas e dos pés, os acessos ao Campo 2 ficaram de tal forma empapados que obrigaram à recolocação do público e equipas em espera. Não é desta época o pedido das equipas M5 para que a Organização melhore a sua comodidade e abrigo junto ao seu Campo. São visíveis os progressos nos melhoramentos (com o Ar a caminho, o Campo 3 praticamente terminado, e a Zona de Jogadores 2 e Torre 2 projectadas) mas, no presente a Organização falhou com o abrigo dos jogadores.
São necessárias muito mais tendas em redor do Campo 2 !!

Desabafado o negativo, vamos ao melhor da festa, a Tinta.

A segunda jornada da Divisão M5 contou com a participação de 10 equipas, menos uma que na jornada inaugural. Como sempre, todas as equipas disputam uma primeira fase de 6 jogos de onde as 4 melhor classificadas se apuram para uma fase final.

A Divisão M5 é, regra geral, a mais imprevisível e competitiva de todas as Divisões, e o conjunto de equipas deste ano parece-me ser um dos mais equilibrados (não existe um único jogo fácil para ninguém), por isso a montanha russa já começou e é sabido que lá para o Verão a gloria só vai sorrir a quem menos escorregou.

10º Relâmpagos Flash, um exemplo do equilíbrio que eu referia; fizeram um bom torneio com jogos bons, jogos difíceis em que foram competitivos mas o score board final não o ilustra.

9º Os XXL Nazgull entraram na montanha russa, passando do 2º lugar a contar de cima para o 2º a contar de baixo. Não os vi jogar (confesso que os guardei para ver nas finais...) mas a avaliar pelos Excels tiveram um dia mesmo mau, perdendo feio as primeiras 4 partidas e só se reencontrando no final da manha, obviamente demasiado tarde para um favorito.
Esperamos mais, esperamos melhor, esperamos para ver a próxima...

8º O Grupo Desportivo Fabril Lobitos (um prazer voltar a ter este nome na tinta!) voltou para a toca com os dentes bem mais afiados e a honra de terem sido os únicos capazes de vencer os actuais papa-torneios; os Oxide.

7º Os Cães da Vila New Breed perderam 4 partidas, contra os 4 finalistas. Impossível ilustrar melhor a competitividade da M5 2010... Estes Cães vão fazer Podium...

Dukes. Mesmo ficando longe do lugar nas Finais alcançado na etapa anterior, fizeram um bom torneio. Quando as diferenças são de 1 ou 2 homens por jogo contra finalistas é porque também se merece ser um finalista.

5º Os Sioux... Matematicamente os algarvios estiveram mais próximo da realidade do seu jogo (o sistema de pontuações M5 2010 é mais justo) mas: (Sioux, se algum de vocês se sentir de alguma forma ofendido pelas minhas próximas palavras por favor avisem-me que não repito o tom) A equipa mantém o núcleo duro que fez dela Tubarão dos 5man em 2009, tem-se apresentado reforçada por alguns dos valores mais consistentes do paintball clássico nacional, os resultados desta época são invejáveis mas... não para vocês. Moços, exige-se mais aos Sioux, EU exijo mais dos Sioux!

FINALISTAS

Evo Team
Realizaram uma Fase Preliminar fantástica, perdendo apenas a partida versus Oxide, mas nas finais não conseguiram vencer qualquer partida, facto nada desprestigiante para a maior surpresa do dia pela positiva. Muitíssimos parabéns pessoal, prova provada que a montanha-russa desce mas também sobe, e bem.

Paintkillers
São uma das equipas mais consistentes deste início de época e consistência é o factor que diferencia Tubarões de Barracudas nos 5man. Este podium é um justíssimo prémio ao vosso trabalho e empenho, parabéns e continuação de uma óptima época.

Rush Vitória de Janes
Demonstraram em campo que o 4º lugar da etapa anterior soube realmente a pouco. Ao longo de todo o dia apenas perderam um jogo, o último das finais, o que decidia toda a glória. Muitíssimos parabéns por um excelente torneio e a partir de agora só se pode esperar tudo de vocês.

Oxide Crew
2010 é uma senda de vitorias para os Oxide, onde vão vencem, impressionante este inicio de época. Têm um conjunto de jogadores muito interessante, com uma devoção exemplar ao desporto e os resultados reflectem todo este empenho em serem melhores.
Muitíssimos parabéns malta.

Parabéns a vencedores e vencidos e inté Abril...

NEGATIVO
O espaço de espera de jogadores e publico junto ao Campo transformado num lamaçal.

POSITIVO
Ambulância presente durante todo o torneio.
Desenho, montagem e arbitragem do Campo.
Ambiente.
Ainda mais em particular nestes dias, os benditos balneários com duches quentes.
O Café Megacampo com as suas bebidas frescas, refeições quentes e mega simpatia do staff.
A campanha dos Oxide Crew.
E por ultimo o staff do Megacampo: André Caramelo, Dan, Diogo, Ivo e Rodolfo.

André Clemente, Director do Open Portugal
Foto by André Caramelo

março 08, 2010

2ª etapa OPT - Podiuns
























CPL
1º- SPORTING CLUB DE PORTUGAL
2º - MAGMA MATER
3º - TROLLS

SPL
1º - JUVENTUDE DESPORTIVA FONTAINHAS AZIMUT
2º - BANDO DE IRMÃOS
3º - SPORT ALGÉS E DAFUNDO

M5
1º - OXIDE CREW
2º - RUSH VITORIA DE JANES
3º - PAINTKILLERS

Muitissimos parabéns a vencedores e vencidos.

FOTOS BY ANDRÉ CARAMELO

Ranking Open Portugal 2010



2ª etapa Open Portugal - Scores

março 04, 2010

2ª etapa Open Portugal - Calendarios


A melhor das sortes para todos e, que a Tinta vença !!

2ª etapa Open Portugal

Equipas Inscritas:

CPL
1- SPORTING CLUB PORTUGAL
2- TROLLS
3- BEIRA MAR
4- IMORTAL DC AZIMUT
5- BALLISTIK
6- MAGMA MATER
7- CHECKPAINT EFFECT
8- CÃES DA VILA.COM

SPL
1- TRIBALL
2- PURE PRESSURE
3- SPORT ALGÉS E DAFUNDO
4- BALLISTIK II
5- BANDO DE IRMÃOS
6- GUIA FC AZIMUT
7- SARTIM
8- GDF LOBOS
9- RELAMPAGOS TEAM
10- JD FONTAINHAS AZIMUT

M5
1- CÃES DA VILA NEW BREED*
2- DUKES
3- EVO TEAM
4- GDF LOBITOS
5- OXIDE CREW*
6- PAINTKILLERS
7- RELAMPAGOS FLASH
8- RUSH VITÓRIA DE JANES*
9- SIOUX*
10- XXL NAZGUL*

Arbitragem:
CPL - Euroreffs
SPL - Beira-Mar
M5 - Clube de Futebol de Sassoeiros Paintball

A melhor das sortes para todos e um abraço paintebolistico

André Clemente, Director do Open Portugal

p.s. A versão 5.0 das regras e regulamentos do Open Portugal 2010 encontra-se disponivel para download em http://www.open-portugal.com/regras.asp Leiam-nas please...

março 03, 2010

março 02, 2010

Liga Paintball do Norte - 1

Foi com enorme satisfação que tivemos o prazer de presenciar o nascimento de mais uma Prova Regional.
A Liga Paintball do Norte vem de encontro ao interesse dos Jogadores/Equipas e tem como principal objectivo a expansão e divulgação do Paintball Nacional, projecto esse que tem como motor de base a Associação de Jogos do Norte, na qual se encontra apoiada ainda pela Associação de Paintball de Coimbra e CDR - Associação de Beneficência Popular de Gouveia.

Essa mesma prova terá como passagens Lousada, na qual se deu inicio ao projecto do qual irei desenvolver umas entre-linhas de seguida; Coimbra; Gouveia; Águeda; Ponte da Barca e Porto.

Report, Lousada 21 de Fevereiro de 2010

O arranque da Liga Norte de Paintball teve como local Lousada - Campo da Megaball.

21 equipas inscritas divididas em 2 grupos, Amador (14) e Novice (7) são o espelho de um projecto inovador e um trabalho ar-dure na construção desta Liga, parabéns Paulo Jorge, AJN e Megaball.

O inicio da Prova deu direito a uma ovação e congratulação para uma pessoa que tem contribuído para o desenvolvimento integro do Paintball Nacional. Dessa forma a Organização ofereceu uma placa em Homenagem ao António Costa, mais conhecido por "Tó Arbitro", os meus sinceros parabéns é mais que merecido. Sem deixar de salientar que em todas as provas da Liga Paintball do Norte será homenageado uma pessoa que tenha contribuído para o panorama nacional de Paintball.





AMADOR
1-CLA YASHIDA
2-VITAMINAS ASSASSINAS
3-TRIBALL
4-BOAVISTA M5
5-XXL BROTHERS
6-XXL NAZGULL
7-DRAGANOS
8-ASES DE LEÇA
9-LINCES
10-LINCES MIX
11-MECO F3
12-MAFIA VERMELHA
13-IMPULSE
14-XXL TEAM
(Em amador, as finais foram adiadas por livre acordo entre os capitães das quatro equipas semi-finalistas. Escalão muito competitivo. A luta pelo acesso às finais foi acesa, Máfia Vermelha e Linces ficaram pelo caminho com pontuações idênticas às dos quatro finalistas: Triball, Ases de Leça, Cla Yashida e Xxl.

As finais irão ser realizadas em Coimbra, na próxima LPN - 2.º Prova.
Venha a próxima prova ;)...)



NOVICE
1-VOUGA TEAM
2-XXL ADICTED
3-AMIGOS DA MONTANHA
4-EU4IA
5-BOG
6-DEVILZ PAINTBALL TEAM
7-MOSSAD
(Novice, escalão de grande consideração é o fruto de desenvolvimento do nosso desporto de eleição, é muita pena que tenha sido retirado do circuito nacional. O futuro do Paintball passa por aqui, pela formação de novos talentos.

Em Novice, divisão dominada pelos EU4IA na qual obtiveram o primeiro lugar do pódio, em 2.º ficaram os Xxl Adcted, 3.º Vouga Team e 4.º Amigos da Montanha.)

Parabéns a todas as equipas.
Abraços e muita bola a voar.

By Agostinho Paulino

2- Campo CPL/SPL

Imagens de uma vergonha

Fica o documento fotográfico de um dos dias mais infames da historia do meu desporto: 1ª etapa do Campeonato Nacional de Paintball 2010, o regresso ao seculo XX...



Photos by JF