maio 04, 2010

Os OXIDE, by the CREW

São a única equipa invicta de todo o Open Portugal, com três vitórias em outras tantas jornadas da Divisão M5.
São um conjunto impar de gentes e jogadores de onde emana uma vontade séria e um compromisso muito real com o Paintball.
Neste meio ano os Oxide Crew saltaram para o estrelato da Tinta, sendo hoje uma certeza do melhor e mais puro nos vários Circuitos em que participam.

A que se deve isto?
Somos um conjunto de jogadores que se uniram com um objectivo muito definido. Levamos muito a sério a responsabilidade que cada um tem dentro da equipa. Quer seja dentro ou fora de campo.
A união existente dentro do grupo, é muito forte.
A Humildade, Dedicação, Espírito de Sacrifício e o Respeito são por demais regras a cumprir dentro do grupo.

Para alem do talento intrínseco, que mais levou os Oxide ao topo tão rapidamente?
A vontade de vencer, o esforço e empenho de cada um, em todos os treinos e torneios, estarmos sempre rodeados de bons jogadores e absorver toda a sabedoria que nos transmitem em cada treino, em cada conversa, em cada conselho que nos dão. Sermos humildes em querer aprender cada vez mais, neste mundo muito competitivo que é o paintball.
Treinar com os melhores faz toda a diferença: Trolls, Magma Mater, SAD entre outros. Ter como treinadores jogadores de renome nacional: Miguel Ferreira, David Rodrigues, Pedro Jacob e Maga. Escutar, assimilar, aprender e pôr em prática não é tarefa fácil, mas tentamos fazer tudo isso dentro e fora do campo.

São, naturalmente, um dos principais candidatos a dar o salto dos 5man. Até onde vai a vossa intenção? CPL, Gold, Millenniuns?
Sendo este o primeiro ano de competição efectiva, temos como objectivo principal a subida a SPL no Open de Portugal. Estamos no entanto determinados a além de um lugar na Divisão 5man que nos permita alcançar esse objectivo, conseguir algo mais que nos deixe recompensados do esforço que todos estamos a ter, isso passa por tentar vencer a Divisão 5man. Para o futuro "The sky is the limit”.
Formato XBall, onde sabemos que iremos encontrar dificuldades por ser um tipo de jogo diferente, mais exigente, mas ao mesmo tempo bastante aliciante pelo formato. A nossa intenção é chegar o mais longe possível, no entanto, estamos sempre restringidos (como a maior parte das equipas) ao factor monetário. Vamos, infelizmente, até onde o nosso orçamento chegar.

Como nasceram os Oxide Crew?
União de 4 jogadores (Fred, Alex, Tiago e Johannes) que se conheceram num recreativo em meados de Abril 2009 e que por via do destino voltaram a encontrar-se noutro recreativo e decidiram formar uma equipa. Quando pensaram em competição sentiram a necessidade de arranjar mais alguém. Depois de algumas tentativas falhadas com jogadores já no activo, decidiram apostar em jogadores em formação e finalmente entram os últimos 2 elementos (Mentas e Ratel) em Julho 2009, que iniciaram a prática do Paintball no dia em que entraram na equipa.

Qual o significado de Oxide Crew?
Oxide vem de oxidação, que dá origem à ferrugem. Para quem lida com a oxidação e a ferrugem, considera-os como uma praga. Os Oxide Crew querem que os seus adversários pensem o mesmo, que somos uma praga. Até agora vamos no bom caminho, mas muito trabalho ainda temos pela frente.

Como definem o vosso jogo?
Consistente, Apoiado, Agressivo.
O nosso jogo dentro de campo é tudo o que achamos ser necessário para derrubar o próximo adversário. Em muitas ocasiões, temos que readaptar a nossa táctica de jogo, para levar de vencida a equipa que está do outro lado. Caso flagrante na última final do Open, com os Old Dogs, onde tivemos que ser nós a alterar toda a nossa táctica de jogo, para alterar o resultado negativo que trazíamos das preliminares, e sairmos vencedores.

Para além da adrenalina, o que faz uma equipa nova levantar-se da cama de madrugada para ir pintar (quase) toda a gente?
A vontade e o querer de fazer sempre mais e melhor. A vontade de encarar cada jogo como uma final. A determinação em mostrar a nós próprios, o resultado de todo o esforço em que nos empenhamos a cada treino. O convívio com a família que é a divisão 5man.

Porque não estão a correr a LPP?
Basicamente porque não há orçamento para fazer tudo o que queremos (infelizmente). Os apoios a uma equipa nova, sem currículo, são muito difíceis. Apesar de ser uma óptima oportunidade para explorar o formato XBall com equipas de todo o país, não conseguimos sozinhos suportar os custos de correr uma prova destas.

O que vos parece a qualidade dos 5man em Portugal?
Muito boa, embora por vezes, algo desapoiada pelo facto de sermos todos "verdes" (e aí somos uma excepção, pois apoio felizmente não nos tem faltado nesse sentido).
Se houvesse mais apoio às novas equipas (orientação de jogadores mais experimentes), veríamos o 5man não como uma divisão amadora, mas sim como um formato diferente do xball, mas muito competitivo e com muita qualidade.

Equipas nacionais (5man e não só...) que vocês admirem?
Rush – “Big brothers” deste o primeiro momento que nos conhecemos
EVO - Evolução hiper mega fabulosa desde que os vimos pela primeira vez
Trolls - Treinadores e jogadores do best, pessoas excelentes, amigos do melhor
Há muitas outras, sem dúvida, mas estas são as que vemos mais pelas competições em que estamos inseridos.
Além das equipas, também temos jogadores que sempre nos apoiaram e muito, como o Miguel Ferreira, David Rodrigues, Paulo Maga, Duarte Gomes, Pedro Jacob, Paulo Jacob, e outros que vão passando pelos nossos treinos e tanto nos ensinam.

Treinar com os melhores para ser como os melhores. Digam-me, como preparam um Torneio e se realizam treinos diferentes para diferentes alturas da época?
Começamos por treinar sempre com jogadores ou equipas de topo Nacional. Só assim podemos conseguir evoluir e ser cada vez melhores. Dependendo das necessidades ao longo da época, mas tentamos sempre trabalhar nos aspectos menos positivos e apurar as nossas mais-valias. A cada treino/etapa, verificamos o que correu bem, o que correu menos bem e tentamos colmatar essas falhas. Tudo isto acompanhado com uma componente técnica bastante acentuada, quer em equipa quer individualmente, treinando os aspectos menos positivos de cada elemento. Tentamos sempre treinar o mais possível antes das provas, os aspectos que achamos que falharam de alguma forma nos treinos ou torneios anteriores. A componente física está também sempre presente em todos os treinos que realizamos. A palavra-chave é treino, treino e mais treino… e no fim, só para terminar… muito treino.

Agradecimento aos patrocinadores...
É pena não termos muitos mais para agradecer a não ser o apoio da JCT (fantásticos desde a fase embrionária deste projecto) e à Spydicat pela ajuda na concepção das jerseys (apostem em produtos nacionais, para além de serem de óptima qualidade… são portugueses).
Caso no entanto alguma entidade queira apostar num grupo que leva este nosso desporto muito a sério, estamos sempre abertos a novos apoios e/ou patrocínios.

Constituição da equipa
Alexandre “ALEX” Batista
Alexandre “RATEL” Sousa
Frederico “FRED” Salvado
Johannes “JOHANNES” Schaefer
Sérgio “MENTAS” Vasconcelos
Tiago “TIAGO” Schaefer

Contactos :
Site - http://www.oxide-paintball.com
Email - oxide-crew@googlegroups.com
Facebook - http://www.facebook.com/home.php?#!/pages/Lisboa-Portugal/OXIDE-CREW/319771958828?ref=ts

Malta, a melhor das sortes, uma excelente continuação de epoca, e um grande abraço sem Tinta.

Agradecido, André Clemente

5 comentários:

Anónimo disse...

Aqui vai, como n podia deixar de ser:

1- Parabens, André, pela ideia da entrevista, está muito boa e é inteiramente merecida.
2- Parabéns aos OXIDE por tudo o que têm feito, é uma recompensa justíssima por todo o empenho e vontade que vcs põe em cada treino e em cada prova.

Obrigado pela referência a nós, RUSH Vitória de Janes, e acreditem que o sentimento é reciproco, são um exemplo a seguir. É um prazer conviver e jogar com e contra todos vcs.

Grande Abraço,
Nuno Cai-Água
RUSH Vitória de Janes

Anónimo disse...

já ninguém os consegue calar então com entrevistas uiui.... :)

parabens pessoal!!!!


trolls #99

Anónimo disse...

Parabéns pessoal.

Uma lição de determinação e humildade que muitos deveriam fazer de livro de cabeceira.

Um abraço e muito boa sorte para o vosso presente e futuro.

Gabriel Rodrigues

Anónimo disse...

OOOXIDE

The Design Nomad disse...

Sabe muito bem quando as coisas correm bem. Um abraço a todos e continuem com a mesma postura.