junho 23, 2006

Jorge Caseiro, um Paintballer de Nikon

Muitos, muitos anos a capturar o nosso desporto.

Jorge Caseiro, um dos “cromos” obrigatórios nos torneios de Paintball, numa mini entrevista que longe de conseguir tributar o trabalho do Homem, tenta aplaudir um dos rostos mais presentes da história do nosso Paintball.
O Jorge merece muito mais do que isto, mas por agora, isto é o que se arranja:


À quanto tempo andas a fotografar o Pb?
Faz este verão 9 anos, comecei numa bela tarde de verão no campo da Ponto de Mira em Manique.

Como se sente o Paintball do lado de fora das Redes?
Por vezes com vontade de estar a usar um "marcador" diferente da minha nikon digital e estar do outro lado. Mas... é mais benéfico à saúde ficar cá do lado da rede.

O que sentiste da ultima vez que jogaste?
Quando e o pouco que joguei tenho a noção de ser mais divertido, diria este termo, compreendes, para não ser politicamente incorrecto, por isso a situação mais recente não foi, como direi, daquelas coisas que me faz pensar repetir.

O que se pode fazer para melhorar a imagem pictórica do nosso desporto?
Muito, mas muito mais, FAIR PLAY, divulgar as regras, os objectivos do desporto, ir a escolas divulgar o desporto, fazer junto de grandes eventos socio-desportivos acções de Promo.
OS HOMENS DO APITO - sugestão para esse cancro ; vão ao paint recreativo e formem equipas profissionais de Arbs., acabem com os cozinhados pois até um espectador de fora do meio comentava na bancada numa ultima prova de paint de competição " mas os gajos estão comprados ou quê?", por isso....

Muito obrigado por tanta vida dentro e fora das redes, e por favor continua por muitos e muitos anos.

Podem visitar o site com as photos do Jorge Caseiro em: www.jcmyro.com.pt

16 fps

2 comentários:

Kikas X-team disse...

Quero agradecer ao Jorge todo o apoio dado á X-team Paintball Clube.

Será sempre uma referência.

KTeixeira disse...

muito bom....gostei muito das palavras do mestre myro e das ideias de divulgação....em especial junto das escolas...axo que os regionais até deveriam ser feitos em tais sitios
cumps