outubro 29, 2006

Natália Moreira - Revista Paintball


Tive o enorme prazer de trocar algumas palavras com Natália Moreira, o rosto responsavel por nos pudermos voltar a orgulhar de desde ontem termos uma revista exclusivamente dedicada ao nosso desporto e exclusivamente falada em português: a REVISTA PAINTBALL.

O que pretendemos com “isto”?

O que nós pretendemos com “isto” é: divulgar o paintball e arranjar um meio de comunicação que, para alem de dar voz à modalidade consiga promove-la. Fundamentalmente é isto. Porque como projecto económico é, logo á partida, um projecto falido. “Isto” só com um grande apoio das empresas/lojas é que é possível ser um projecto económico, porque á partida não tem, não é, não pode ser, (da forma como as coisas estão neste momento) não há possibilidade de se investir, porque tal como está, para ser um projecto económico, nós teríamos que vender 7.500 exemplares, e ai seriam pagos os custos da revista e nós reuniríamos algum dinheiro, como isso é impensável…

É mesmo só pela paixão, pela aventura ?

Isto é uma aventura engraçada.
Eu escrevo… faço livros de vês em quando, e o meu colega Fernando Machado que está comigo neste projecto, ilustra. Nós estamos um bocado cansados com os editores porque normalmente tem de ser como eles querem e quando eles querem, ou seja: nós temos o trabalho e eles ganham. E o que é que nós pensámos? “Vamo-nos reunir os dois e fazer uma empresa. Publicamos as coisas que fazemos e, mal ou bem, aquilo que ganharmos é nosso”. Só que entretanto conhecemos um jovem (o Hugo Bifes, vizinho do Fernando) que quando ouviu falar, nas conversas de casa entre amigos, que ele ia fazer uma editora sugeriu que fizéssemos uma revista de paintball, e nós lançámo-nos á aventura. Depois de nós estarmos conectados com a ideia e de apresentármos o objectivo, ele assustou-se e foi-se embora. Nós é que somos adultos e uma vez que demos a cara…

Assumiram.

É para assumir não é? Depois de haver um compromisso com as pessoas…
Se o projecto morrer por que não presta ou não tem aceitação, paciência, morreu morreu. Se não morrer, vai para a frente.

Vocês estão muito bem rodeados. Estou a ver aqui o Jaime Menino, o Hugo Domingues, o André Faria, etc etc… Este pessoal alinhou facilmente ou foi complicado?

Não, não foi nada complicado. Eu ouvi as pessoas e percebi quem eram as pessoas que, digamos, que entendiam, que viviam o paintball. Contactei-as e pedi-lhes para me apoiarem. Com excepção do Sérgio Lapa e da Tania Fernandes, que qualquer um deles ofereceu os seus serviços para colaborar connosco e nós aceitámos com o maior prazer. Inclusivamente temos um fotografo, o Tiago aka Sombra, que no primeiro evento em que estivemos presentes, o Raríssimas, onde a nossa fotografa estava com dificuldade porque não estava bem dentro da mecânica da coisa, não sabia exactamente o que devia procurar, e onde se devia focar e ele ajudou-a imenso imenso, e ainda nos propôs mostrar-nos as suas fotos e escolhermos. Realmente é um excelente fotógrafo, a revista tem excelentes fotografias dele, e está a colaborar connosco.

Vocês tem uma selecção de artigos muito boa, tudo o que é importante está aqui! Quem é que faz esta selecção de artigos?

Sou eu, é esse o meu papel.

Mas a Natália é a primeira a dizer que não está bem dentro do meio…

Eu não estou dentro do meio mas sou jornalista de profissão á muitos anos, tenho uma intuição um feeling para perceber o que presta ou não presta, o que vale e o que não vale. Não exacta porque isso não existe, mas tenho uma noção forte do que é importante e do que é acessório, e é essa exactamente a forma como nós funcionamos
Pedi ao Jaime Menino que me escrevesse um artigo sobre o paintball da forma que está “ai” porque pensei que numa primeira edição, numa primeira revista, não fazia sentido passar ao lado daquilo que estamos a falar. Quando se começa deve-se começar pelo princípio e foi essa a ideia

Há pouco em off record estávamos a falar da forma como todos os torneios e empresas estão as ser tratados de igual modo…

Eu penso que fazer diferenciações entre empresas que têm o mesmo fim seria um mau serviço ao paintball. Tendo em atenção que o fim único da revista será servir o paintball, não fazia sentido beneficiar uns em detrimento de outros, portanto são todos iguais são todos tratados da mesma forma é essa a ideia.

Você fala no editorial, da revista não existir sem o leitor. Não quer aproveitar para passar a mensagem de não se emprestar a revista etc etc ?...

Isso está na consciência de cada um. Tem de perceber que qualquer meio de comunicação não existe sem ter quem o leia, quem o aceite. Se não o aceitarem, se não o lerem, ele morre naturalmente. Maneira que não vale a pena porque as pessoas têm de ser suficientemente inteligentes para perceberem o que querem.

Mais alguma coisa?

Tive imenso prazer em trabalhar consigo e para o mês que vem cá estamos noutra guerra.

A revista vai ser mensal?

Sim a revista vai ser mensal. Sai no final de cada mês, entre 25 e 27 28 por ai…

O que podemos esperar do próximo número ?

Para o próximo numero não existem muitos eventos por isso eu estava a pensar ver se conseguia virar a revista mais para Estratégias, Comportamentos, e claro, focalizar bem as equipas e os eventos que houverem.

Esta ideia (ficha técnica, curriculum e poster) que começou com os Paintoon é para continuar?

Tudo os meses vai sair uma equipa. Nos primeiros 3 meses estamos a pensar fazer as equipas Pro, uma já esta (da Ponto de Mira) e começamos exactamente pela equipa do Hugo porque ele é o expoente máximo do paintball em Portugal. Se se começa, começa-se pelo melhor. Pensamos de seguida fazer uma equipa de topo da Estratego e depois uma equipa de topo da Emboscada. Depois disso queríamos fazer exactamente a mesma coisa com as equipas de 5man.

Os Bunker kids terminaram a época passada da LPP na 2ª posição do Ranking, são a equipa que os próprios Paintoon apontam como a sua sombra, e são a primeira equipa orgulhosamente patrocinada pela Revista.
O que esperam deles?


Esperamos que eles façam o melhor possível e nos dêem muitas alegrias, não vamos esperar muito mais do que isso.

Pediram alguma coisa em troca?

Nada.

Respeito pela imagem…

Sim claro, isso á partida nem se põe…

Pediram-lhes mais alguma coisa?

Nada.

Estão abertos a patrocínios para outras equipas?

Estamos abertos a patrocínios para outras equipas, dentro dos mesmos moldes.

Divulgação da revista?

Como elemento de divulgação uma das nossas ideias é distribuir a revista pelas associações de estudantes nas faculdades, divulgando dessa forma simultaneamente a Revista e o paintball desporto. Obviamente quanto mais praticantes a modalidade tiver, mais potenciais leitores nós temos. Maneira que é uma das formas de marketing ou publicidade que pensámos, eventualmente talvez das mais baratas, porque outra talvez nos custasse demasiado caro e nós não tivéssemos capacidade económica para responder.

E entregar nos eventos?

Para já de imediato colocasse-nos uma questão de injustiça, porque se vamos dar a alguém estamos a prejudicar aqueles a quem não demos, por isso é um tema que tem de ser gerido com alguma atenção. O que não quer dizer que daqui a um tempo não se vá fazer divulgação também com as sobras porque são revistas que se esgotam muito rapidamente. Eventos que aconteceram em Setembro saírem na revista de Outubro está perfeito; eventos que aconteceram em Agosto não faz sentido estarem a sair na revista de Outubro, estão completamente ultrapassados no tempo. Portanto a revista esgotasse quando acontecerem as coisas em Dezembro. Posteriormente poderemos distribuir as sobras pelos eventos mas isso não é um dado adquirido, pode ser uma ideia a considerar mas coloca-nos sempre numa posição de injustiça em relação àqueles que a compraram

Obrigado Natália e a melhor das sortes para a Revista

Obrigado


Façam um favor a nós mesmos: visitem http://revistapaintball.com e ajudem a ajudar o nosso desporto. E por favor, não emprestem a vossa Revista, obriguem a comprar, porque sem leitores pagantes não há revista que sobreviva.

16 fps

13 comentários:

crepim disse...

É isso mesmo pessoal, façam o esforço, é que com esses 5€ que gastam a comprar a revista, pode fazer a diferença entre haver ou não mais edições.

Portanto, façam mesmo o esforço.

E o staff da revista Paintball está de parabéns por um trabalho bem feito.

Gil Belford, Paintoon.

Anónimo disse...

um projecto a apoiar e a acarinhar como muitos outros vindos de pessoas que dão muito pelo nosso paintball!

Anónimo disse...

este ultimo comentario foi meu: Cloud

AC não é necessario apagares

Anónimo disse...

Um Projecto que todos nós temos mais que obrigação em nos juntar e darmos o nosso contributo pois só temos a ganhar com uma REVISTA NACIONAL de PB bom para o Desporto passar a ser visto com outros olhos e não só...
Contribuam e comprem a revista pois sem a vossa ajuda este projecto não têm pernas para andar.

PARABENS HÁ EXCELENTE EQUIPA DA REVISTA PAINTBALL PELO FANTASTICO Nº1 QUE EM MT POUCO OU NADA FICA A DEVER A OUTRAS REVISTAS DA MODALIDADE.

Hugo Domingues

Anónimo disse...

Boas

Já tudo foi dito

Para o projecto vingar é preciso que a malta compre a revista.

Aproveito para informar que na PM já não há revistas porque o Hugo Domingues as comprou todas para distribuir entre a família e amigos :):):):) (just kidding)

Abraços

Domingos Leitão
APPA

Kikas X-team disse...

Bem, só no sabádo de tarde tive conhecimento que a revista tinha saído, já li, está mediana, pode crescer e deve crescer, pena é ser parte de um copy past de foruns e blogs, mas penso que a razão será por estar a crescer.

Por fim, continuo á espera de um contacto dos "donos da revista", pois desde o principio q a nossa associação está interessada em apoiar a revista.

Fiquei apenas triste nesta entrevista por esta declaração "Só que entretanto conhecemos um jovem (o Hugo Bifes, vizinho do Fernando) que quando ouviu falar, nas conversas de casa entre amigos, que ele ia fazer uma editora sugeriu que fizéssemos uma revista de paintball, e nós lançámo-nos á aventura. Depois de nós estarmos conectados com a ideia e de apresentármos o objectivo, ele assustou-se e foi-se embora. Nós é que somos adultos e uma vez que demos a cara…", penso q por todas as razões o Hugo, que por acaso é meu amigo, não merece ser enxovalhado na praça pública.
Enfim a senhora é maior e vacinada.

Continuo á espera de um contacto.

Abraços

Kikas

Planeta Redondo disse...

Boas Kikas

Por acaso acho que os conteudos da Revista estão bem longe da medianidade, pelo contrario, acho que está lá práticamente tudo o que de realmente importante aconteceu nas ultimas semanas, e mais importante: todos tratados com o mesmo respeito/espaço.

Para contactos com os "donos da revista" só tens que contactar precisamente os "donos da revista"... :)

A questão do Hugo Bifes só peca por não existir uma resposta também publica do mesmo. Assim só temos a versão de um dos lados da questão...

Mas o mais importante é mesmo, ajudar a Revista Paintball a crescer e não acizentar o seu inicio como ao longo das decadas temos feito com todos os inicios.

Abraço

Kikas X-team disse...

Boas Planeta, não estou a acizentar,estou a dar a minha opinião pessoal. Pq se eu estivesse contente com o mediado não trabalhava para o excelente, e será que isso seria bom?, pessoalmente acho que não. Ou não gostas que as coisas melhorem, pelo menos não tenho essa ideia das coisas que organizas. Por isso digo, está mediana.

Em relação ao Hugo Bifes, não sou advogado de defesa, mas não gostei como certamente não gostava se fosse comigo.

Em relação aos contactos, eu sinceramente não me sinto obrigado a contactar tal como os donos da revista. Por isso que estou calmamente á espera, mas tenho pena, pq tb gostaria de ajudar, não pelo pretagonismo mas para ajudar a tornar excelente ou a arranjar receitas para a revista.

Agora eu não estou no pacote de "não acizentar o seu inicio como ao longo das decadas temos feito com todos os inicios." pelo menos não me acho que esteja.

Por isso caro amigo, se eu achasse que estaria muito acima do mediano, não estaria a ajudar a revista, por isso está mediano e espero que no próximo numero possa dizer que está bom ou mesmo excelente.

Abraços

Kikas

Planeta Redondo disse...

By Kikas:
"se eu achasse que estaria muito acima do mediano, não estaria a ajudar a revista, por isso está mediano e espero que no próximo numero possa dizer que está bom ou mesmo excelente."

Thats the spirit!!!
Vamos TODOS ajudar a tentar chegar ao excelente.

Anónimo disse...

Boas,
a meu ver concordo com o kikas com o que disse de "pena é ser parte de um copy past de foruns e blogs"
um jovem vai todo contente pra ler as reportagens dos regionais e repara que aqueles textos ja não sao novidade :(
ja agr tb teria a sua piada se possivel as fotos fossem legendadas com o nome do jogador ou pelo menos o nome da equipa

mas esperemos pela revista de dezembro e ver o que ela nos reserva e as suas melhorias.

Pessoal, dêem-lhes um oportunidade e comprem a revita.

Samuel Soneca, ZonaOeste.

Hugo Bifes disse...

Boas pessoal,
Após leitura atenta a entrevista promovida á Exma. Sr.ª Natália, constatei que a mesma não corresponde á verdade total.
Uma vez que a ideia da revista de PAINTBALL, não surgiu da senhora, mas sim do (Hugo Bifes) e do seu vizinho Fernando Machado nas tais ditas conversas de amigos e vizinhos e este posteriormente convidou a Dª Natália.

A decisão de não ir com o projecto para a frente por minha parte prende-se com factores económicos uma vez que a garantia de sucesso empresarial (não da revista) não era viável, logo não podia envolver a minha estabilidade,mas o Fernando Machado quis e muito bem ir com o projecto para a frente e eu prontifiquei-me a colaborar no que me fosse possível.
Desejo que este projecto tenha muito sucesso para o nosso Paintball e para os nossos jogadores.

P.S – Gostaria de agradecer a todos pelo apoio e amizade que existe entre nós.

Hugo Bifes

Anónimo disse...

Depois do que aqui li, tenho que concordar que fiquei um pouco desiludido com alguns dos artigos.

Se, por um lado, alguns eram inéditos, noutros fiquei surpreso em ler exactamente o que costuma ser escrito nesse blog. Acho que o mundo do paintball merecia algo de criativo num projecto como este mas acredito que de futuro o mesmo não se vai repetir.

Quanto ao direito de resposta, irei ter o prazer de o exercer junto da revista dado que o autor deste blog, talvez por lapso ou por falta de atenção, voltou a escrever mal o nome da equipa que ficou em 3º lugar na categoria de Ama7 na LPP das Termas de Monfortinho.

Na altura, e oportunamente, chamei-lhe a atenção mas o texto deste blog não foi alterado. Infelizmente, repetiu-se na Revista Paintball...

Luis Mestrinho

Planeta Redondo disse...

Boas Hugo Bifes e muitissimo obrigado pela atenção de nos dares o teu lado das coisas.

Não pretendendo ser o Advogado de ninguém a não ser deste Blog:

Segundo a minha leitura e interpretação das palavras da Natália Moreira, ela afirmou precisamente o mesmo que tu. Não sei onde estão as divergencias então?...

Pelo que eu leio:
- Tu incutiste na Natália e no Fernando a vontade de investirem no Paintball.
- Quando chegou a altura dos euros, tu desistis-te do projecto.

Não encontro divergencias nos discursos...
-----------------------

Boas Mestrinho

Os copy/paste deste Blog SÓ PODEM ter sucedido devido ao short dead line nos prazos da revista e estou certo que não voltarão a suceder.

Boa sorte para todos